Letra da música
Baruio de Balaio
Xiru Missioneiro

CD Moro Dentro Desta 24 Baixos (2009)


Vou me achegando neste meu tranco de ganso
Danço e balanço solta caco da boteja
Eu sou mais calmo do que água de remanso
E mais tranqüilo do que vigário na igreja
Mas no momento que o meu pala for pisado
Viro os arreios, pois nunca pedi bexiga

Eu não costumo pagar vale pra barbado
E nem tampouco dar pensão pra rapariga (2x)

Pai me acordava com o estouro do marca touro
E é por isso que se rodar eu não caio
Que um missioneiro não agüenta desaforo
E nem se assusta de barulho de balaio (2x)

E a vida véia tudo levado na breca
Que um touro bravo escarva a terra
E não me ataca
Ponta de adaga procura e não me esgualepa
Meu corpo é fechado e não é bainha de faca
Eu não sou desses de dar confiança pra pierro
Pois fui criado atarentado traduzana
Sou diplomado na escola de martin fierro
Tchanga larife gasta a fala e não me engana (2x)

Pai me acordava com o estouro do marca touro
E é por isso que se rodar eu não caio
Que um missioneiro não agüenta desaforo
E nem se assusta de barulho de balaio (2x)

(e ainda mais trazendo a marca de são luiz gonzaga, tchê)


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

TRANCO: Andadura lenta dos eguariços.

PALA: Poncho leve de seda (para o verão), de algodão (para meia-estação) e de lã tramada ou bixará (para o inverno).

ESTOURO: Dispersão de tropa em todas as direções.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) vou me achegando neste meu tranco de ganso danço e balanço solta caco da boteja eu sou mais calmo do que água de remanso e mais tranqüilo do que vigário na igreja
Moro Dentro Desta 24 Baixos de Xiru Missioneiro

Com uma trajetória de sucesso Xiru Missioneiro em seu CD Moro Dentro Desta 24 Baixos, lançado em 2009, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Xiru Missioneiro.

Parceiros