Letra da música
Violão Companheiro
Berenice Azambuja

LP Gauchinha Faceira (1976)


Meu violão companheiro não posso viver sem ti
Contigo afogo as mágoas daquele amor que eu perdi
Sempre quando a tarde cai o meu consolo é cantar
E do som de tuas cordas que a minha saudade vai

Assim passou minha vida vivendo de serenata
Dispenso a paixão perdida ao ver a lua cor de prata
És tu que me resta ainda de tudo o que eu perdi
Por isso meu violão sempre estarei junto de ti

Pra não ficar tão sozinho resolvi te ajudar
Comprei esta cordeona pra ela te acompanhar
E ao florear minha cordeona e ao pontear do meu violão
Só estes dois companheiros alegram o meu coração

Compartilhe

(letra e música para ouvir) meu violão companheiro não posso viver sem ti contigo afogo as mágoas daquele amor que eu perdi sempre quando a tarde cai o meu consolo é cantar e do som de tuas cordas que a minha saudade vai
Gauchinha Faceira de Berenice Azambuja

Com uma trajetória de sucesso Berenice Azambuja em seu LP Gauchinha Faceira, lançado em 1976, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Berenice Azambuja.

Parceiros