Letra da música
Apegos
Chiquito e Bordoneio

CD Fungando Poeira (1995)


Esta música está disponível para ouvir

Nas madrugadas largas e inquietas
Quando a boieira vem pastorejar
Desperta anseios e doces devaneios
De uma vontade louca de te amar

(Longe do rancho e dos teus carinhos
Não vejo como não sentir saudade
Tantos apegos desse nosso enleio
Maneia xucra de antiga amizade)

E cada minuto que passa correndo
Se transformam em horas que custam passar
Os dias se alongam nessa longa ausência
Palanqueando a ânsia de poder voltar
//
Os dias se alongam nessa longa ausência
Palanqueando a ânsia de poder voltar

{se a mente povoa tua imagem linda
Regando aos poucos sonhos pensamentos
É porque a distância não nos separou
Só fez aumentar nossos sentimentos

(longe do rancho e dos teus carinhos
Não vejo como não sentir saudade
Tantos apegos desse nosso enleio
Maneia xucra de antiga amizade)

E cada minuto que passa correndo
Se transformam em horas que custam passar
Os dias se alongam nessa longa ausência
Palanqueando a ânsia de poder voltar
//
Os dias se alongam nessa longa ausência
Palanqueando a ânsia de poder voltar}


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

BOIEIRA: Estrela d’alva.

RANCHO: Primeira habitação erguida no Continente de São Pedro, edificada com material que abundava no local (leiva, torrão, pedra ou pau-a-pique e barreado), coberto com quincha.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Nas madrugadas largas e inquietas Quando a boieira vem pastorejar Desperta anseios e doces devaneios De uma vontade louca de te amar
Fungando Poeira de Chiquito e Bordoneio

Com uma trajetória de sucesso Chiquito e Bordoneio em seu CD Fungando Poeira, lançado em 1995, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Chiquito e Bordoneio.

Parceiros