Letra da música
A Bailanta do Sem Fim
Garotos de Ouro

LP A Raça Campeira (1994)


Esta música está disponível para ouvir

É lá que a cobra fuma
É lá que o sapo dança
É lá que o bicho pega
E o bugio sacode a pança

Fica lá no fim do mundo pra diante dos cafundós
Lá perto do capão grande além do taguaribó
Chegam tauras de a cavalo chegam prendas a de a pé
Lembrando bailes campeiros dançados no bororé

Nesse canto indefinido segue a vida e segue a dança
Vem dançar a dança da vida no compasso da esperança
Quando os meus sonhos renascem nesse meu sonho dourado
E chego ao fim do mundo pra dançar de pé trocado

No ressongo da cordeona batem pé e batem mão
Nascem conversas de amores nesse tal de surungão
O zóio bate no zóio coração dizendo assim
Quero amar a vida inteira na bailanta do sem fim


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

BUGIO: Guariba, primata sul-americano.

CAPÃO: Tem dois sentidos: pode ser um bosque e também pode ser um animal macho castrado (sem os testículos).

RESSONGO: Ruído semelhante ao coachar de sapo, produzido no escorropichar o chimarrão (mate).

Compartilhe

(letra e música para ouvir) É lá que a cobra fuma É lá que o sapo dança É lá que o bicho pega E o bugio sacode a pança
A Raça Campeira de Garotos de Ouro

Com uma trajetória de sucesso Garotos de Ouro em seu LP A Raça Campeira, lançado em 1994, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Garotos de Ouro.

Parceiros