Letra da música
Correntina
Elton Saldanha

CD Bando de Loco (1996)


Era noite de primavera
Fui bailar um chamamé
Debaixo de uma ramada
Numa estância em santo tomé

A gauchada faceira
Bailava com sentimento
E as mais lindas correntinas
Deixavam aromas ao vento

Na noite clara de lua
E o baile quase no fim
Foi quando uma castelhana
De olhos negros sorriu pra mim

Oigalêêê, flor de morena
Coisa rara de se ver
Correntina vem cá comigo
Te convido pra um chamamé

Entre uns goles de vinho
E acordes de cordeona
Surge um grito sapocai
Anunciando la mañana

De volta a são borja antiga
Cruzei a ponte mirando o rio
Busquei versos no pensamento
Floreando um tango no assobio

Oigalêêê, flor de morena
Coisa rara de se ver
Correntina vem cá comigo
Te convido pra um chamamé


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

ESTÂNCIA: Grande estabelecimento rural (latifúndio) com uma área de 4.356 hectares (50 quadras de sesmaria ou uma légua) até 13.068 hectares (150 quadras de sesmaria ou três léguas), dividida em Fazendas e estas em invernadas.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Era noite de primavera fui bailar um chamamé debaixo de uma ramada numa estância em santo tomé
Bando de Loco de Elton Saldanha

Com uma trajetória de sucesso Elton Saldanha em seu CD Bando de Loco, lançado em 1996, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Elton Saldanha.

Parceiros