Letra da música
As Pedras são Testemunhas
Pedro Ortaça

CD Galo Missioneiro (2000)


O canhão dos ditadores , a pistola e o arcabuz
Curvaram a força da cruz na chacina em caiboaté
Tirou a vida de sepé roubou a terra guarani
Matou o progresso daqui queimando os templos da fé

Mas ficaram testemunhas a contar para os mais novos
Do que foi os sete povos em cuja esquife ainda encerra
Da hediondez de uma guerra a odiosa saga assassina
Quando as aves de rapina mancharam de sangue a terra

Cada pedra é testemunha da chegada do inimigo
Também doduro castigo dos rebencassos do clima
Nos falam da obra prima que os índios edificaram
Até que os bárbaros chegaram e pisotearam por cima

(se essas pedras falassem gritariam sua agonia
Em protesto a tirania das hienas invasoras
Que com a força demolidora do satânico estrangeiro
Expulsou o povo missioneiro desta terra promissora)

Cada pedra dessas ruínas soluça o acontecido
O vento chora em gemidos pelos caminhos que passa
O bamburral se entrelaça com nefasto sentimento
Num funeral de lamentos do que restou de uma raça.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

POVO: Vila, distrito.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) as pedras são testemunhas o canhão dos ditadores , a pistola e o arcabuz curvaram a força da cruz na chacina em caiboaté tirou a vida de sepé roubou a terra guarani
Galo Missioneiro de Pedro Ortaça

Com uma trajetória de sucesso Pedro Ortaça em seu CD Galo Missioneiro, lançado em 2000, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Pedro Ortaça.

Parceiros