Letra da música
Barraca Armada
Garotos de Ouro

LP Quando o Estouro é Um Estouro (1986)


Tiro de laço gineteada, companheirada, bom chimarrão
No sarandeio belas chinocas no entremeio , uma canção
Trovas, repentes, bons violeiros, canções nativas e o carreteiro
Entrelaçados em harmonia, ao pé do fogo neste rodeio
É no acampamento, lugar da pousada, onde se descansa
Mas sempre de barraca armada
E a gauchada toda animada, dança com as prendas de barraca armada
Tem gaita ponto entreverada com a pianada em desafio
Mas nunca falta o piá campeiro, todo pilchado no correntio
Fica bombeando o que se passa e apavorado conta o que viu
Sobre os pelegos papo pro ar, lindo lembrar belos salseiros
Cama de arreios a campo fora, tinir de esporas no pastoreio
No fim de tarde marcas de estacas, sinal de pata da gineteada
Resta lembrança de belos feitos e sem tardança finda o rodeio

Compartilhe

(letra e música para ouvir) tiro de laço gineteada, companheirada, bom chimarrão no sarandeio belas chinocas no entremeio , uma canção trovas, repentes, bons violeiros, canções nativas e o carreteiro entrelaçados em harmonia, ao pé do fogo neste rodeio
Quando o Estouro é Um Estouro de Garotos de Ouro

Com uma trajetória de sucesso Garotos de Ouro em seu LP Quando o Estouro é Um Estouro, lançado em 1986, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Garotos de Ouro.

Parceiros