Letra da música
Aquarela Guarany
Noel Guarany

CD Acervo Gaúcho (1998)


Esta música está disponível para ouvir

(Noel Guarany - José João Sampaio da Silva)

Sepé e guacuray
Mártires de um sonho vivo
São o tutano nativo
Desta gesta guarany
É o latente frenesi
De ideais americanos
Nem mamelucos e insanos
Nem bandeiras vicentinas
Calaram as peregrinas
Verdades dos ignacianos

?che caraí? canto minha terra
Triste purajhei tuyá
Aváñe?e muito mais lindo
Que flor de ?m?burucuyá?
Mel de terra e pampa índia
Que adoça che ?m?baracá?

Sou raiz grande de pátria
Missioneiro e guarany
Se nasci lá nos esteros
Junto do rio cambahí
Sinto artérias que pulsam
Lá no velho taraguí

Me faço prece na noite
Quando desponta jacy
Minha alma goloreia
Qual ardente anahí
Pois eu floresço por dentro
Quando rezo a tupancy

Reparto amor e silêncio
Com lindas cunhataís
Solidão, tererê bueno
Pampa, pátria guayaki
E as vez gambeteio lindo
Numa polka guarany

Harpa índia, m?baracá
Dolências de iviti
Tapé de misiones Ñú
Matizes de panambi
Torcaza de trinar triste
Que arrulha o paragua-î

Créditos: leo henrique de souza https://www.facebook.com/leohenrique74


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PAMPA: Descampados cobertos de vegetação rasteira onde a vista se estende ao longe; compreende desde a Província da Pampa Austral, ao sul de Buenos Aires (Argentina) até os limites do RGS com o Estado de Stª Catarina (Brasil).

TERERÊ: Chimarrão com água fria - mate paraguaio.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Aquarela guarany(noel guarany - josé joão sampaio da silva) sepé e guacuraymártires de um sonho vivosão o tutano nativodesta gesta guaranyÉ o latente freneside ideais americanosnem mamelucos e insanosnem bandeiras vicentinascalaram as peregrinasverdades dos ignacianos?che caraí? canto minha terratriste purajhei tuyáaváñe?e muito mais lindoque flor de ?m?burucuyá?mel de terra e pampa índiaque adoça che ?m?baracá?sou raiz grande de pátriamissioneiro e guaranyse nasci lá nos esterosjunto do rio cambahísinto artérias que pulsamlá no velho taraguíme faço prece na noitequando desponta jacyminha alma goloreiaqual ardente anahípois eu floresço por dentroquando rezo a tupancyreparto amor e silênciocom lindas cunhataíssolidão, tererê buenopampa, pátria guayakie as vez gambeteio lindonuma polka guaranyharpa índia, m?baracádolências de ivititapé de misiones Ñúmatizes de panambitorcaza de trinar tristeque arrulha o paragua-îcréditos: leo henrique de souza https://www.facebook.com/leohenrique74
Acervo Gaúcho de Noel Guarany

Com uma trajetória de sucesso Noel Guarany em seu CD Acervo Gaúcho, lançado em 1998, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Noel Guarany.

Parceiros