Letra da música
Bagual
Pedro Ortaça

CD Pátria Colorada (2007)


Fui criado campo a fora sem cangaia e sem maneia
Conheço bem o meu pago e alguma querência alheia
Caborteiro e aporreado
Sou lá do chão colorado pátria da terra vermelha.

Sou bagual do queixo roxo, pescoço ruim de torcer
Baleio os quartos e peleio pois não aprendi a correr
Sou crioulo deste chão
E me entrincheiro no facão se o diabo me aparecer.

Cabrestear não cabresteio, me domar ninguém me doma
Gosto de churrasco gordo e café preto na cambona
Eu fui criado sem luxo
Pois não sou destes gaúchos que dá tudo e depois toma.

Assim carrego esta vida no lombo do meu destino
Por que já trouxe de herança de ser gaúcho teatino
O meu lenço é uma bandeira
Sou da terra missioneira deste Rio Grande divino.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Fui criado campo a fora sem cangaia e sem maneia Conheço bem o meu pago e alguma querência alheia Caborteiro e aporreado Sou lá do chão colorado pátria da terra vermelha.
Pátria Colorada de Pedro Ortaça

Com uma trajetória de sucesso Pedro Ortaça em seu CD Pátria Colorada, lançado em 2007, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Pedro Ortaça.

Parceiros