Letra da música
Bem Vindo ao Rio Grande
João Luiz Corrêa

CD Campeirismo 5 (2005)


Esta música está disponível para ouvir

Bem vindo ao Rio Grande, irmão lá de fora,
Chegaste na hora de cevar o mate;
Te abancas no mas, a querência é tua,
O querer da rua tem a voz do vate.

Escutas a gaita, clarim farroupilha,
"Aclarando a trilha da nossa mensagem"
O peão e a prenda na ponta do pé,
Nesse "chamamé, em tua homenagem."


Rio Grande crioulo, fandango e rodeio,
Pra viver no meio, tem que conhecer;
Além das belezas da terra do vinho,
Trocamos carinho, pelo bem querer.

Provas o churrasco, do Rio Grande novo,
Na alma do povo, o querer dos outros;
Em cada gaúcho, terás um amigo,
Dobrando o perigo, no lombo dos potros...

A hospitalidade, nos fez conhecidos
E reconhecidos, por outras nações;
Vem do CTG, esse nosso jeito,
De guardar no peito, nossas tradições.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

QUERÊNCIA: Lugar onde se gosta de viver; se quer viver; lugar do bem-querer.

PEÃO: Operário de estabelecimento rural ou associado de entidade tradicionalista.

PRENDA: Jóia, relíquia, presente (dádiva) de valor; em sentido figurado, é a moça gaúcha porque ela é jóia do gaúcho.

FANDANGO: Denominação genérica do Baile Gaúcho.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Bem vindo ao Rio Grande, irmão lá de fora, Chegaste na hora de cevar o mate; Te abancas no mas, a querência é tua, O querer da rua tem a voz do vate.

Parceiros