Letra da música
Amanhecer no Plano Alto
Ênio Medeiros

CD Cavalo das Américas (2011)


Esta música está disponível para ouvir


Como é bonito amanhecer no plano alto
Se apaga o lume da boieira luzidia
E lá no fundo do terreiro, encabulado
Um galo canta saludando o novo dia

Relincha o potro na invernada lá dos fundos
A lebrezita cruza o brete, assustada
E o Jesus Loco, bem montado no seu mouro
Reponta a ânsia nesta pampa abençoada

Plano alto dos encantos da poesia
Plano alto do meu sonho, minha paixão
Morada e ninho, pedacinho da minha vida
Pampa querida, eu te guardo no coração

Quantos encanto' tem o teu alvorecer
Clareia o dia e o sol logo aparece
Se escuta ao longe o grito do quero-quero
Talvez querendo agradecer alguma prece

No fim do dia o sol desce de mansinho
Devagarinho se esconde lá na Argentina
O pago todo nessa hora é feito em prece
Nos anjicais e os galhos da sina-sina

Plano alto dos encantos da poesia...


(Letra e Música: Ênio Medeiros/Cléber Soares)


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

BOIEIRA: Estrela d’alva.

POTRO: Cavalo novo que ainda não levou lombilho.

INVERNADA: Subdivisão de uma Fazenda; designa também, departamento de um CTG (Entidade Tradicionalista).

PAMPA: Descampados cobertos de vegetação rasteira onde a vista se estende ao longe; compreende desde a Província da Pampa Austral, ao sul de Buenos Aires (Argentina) até os limites do RGS com o Estado de Stª Catarina (Brasil).

PAGO: Lugar em que se nasce, de origem

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Como é bonito amanhecer no plano alto Se apaga o lume da boieira luzidia E lá no fundo do terreiro, encabulado
Cavalo das Américas de Ênio Medeiros

Com uma trajetória de sucesso Ênio Medeiros em seu CD Cavalo das Américas, lançado em 2011, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Ênio Medeiros.

Parceiros