Letra da música
Amarga Ausência
Wilson Paim

CD Simplicidade (1999)


(Refrão)
Tá amargando demais
Esta saudade no meu mate
A tristeza mata a sede
Quando deito no meu catre
O vazio de tua ausência
Me abate, me abate, me abate

(Repete o Refrão)

Não brontaram mais sorrisos dentre os lábios
Meus provérbios de poeta não são sábios
A nostálgica canção que me acalenta noite longa vem dos rádios
Encostei minha guitarra lá num canto
Escorreguei pela lágrima do pranto
Debrucei-me na janela,
Mas no entanto não vislumbro nada mais que o próprio Campo

(Repete o Refrão)

Nem mesmo tua silhueta por viagem
Vem contrastar o verdor desta paisagem
Somente a razão traz esta mensagem que é sem volta
Que é sem volta tua viagem

Encostei minha guitarra lá num canto
Escorreguei pela lágrima do pranto
Debrucei-me na janela,
Mas no entanto não vislumbro nada mais que o próprio Campo

Tá amargando demais
Esta saudade no meu mate.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) (Refrão) Tá amargando demais Esta saudade no meu mate A tristeza mata a sede
Simplicidade de Wilson Paim

Com uma trajetória de sucesso Wilson Paim em seu CD Simplicidade, lançado em 1999, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Wilson Paim.

Parceiros