Letra da música
A Saudade Mata a Gente
Tchê Barbaridade

LP Gaita do Belizário (1995)


Fiz meu rancho na beira de um rio
Meu amor foi comigo morar
E na rede nas noites de frio
O meu bem me abraçava pra me agasalhar

Mas agora meu Deus, vou me embora
Vou me embora e não sei se vou voltar
A saudade nas noites de frio
Em meu peito vazio virá se aninhar

A saudade mata a gente morena
A saudade é dor pungente, morena
A saudade mata a gente morena
A saudade é dor pungente morena


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

RANCHO: Primeira habitação erguida no Continente de São Pedro, edificada com material que abundava no local (leiva, torrão, pedra ou pau-a-pique e barreado), coberto com quincha.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) fiz meu rancho na beira de um rio meu amor foi comigo morar e na rede nas noites de frio o meu bem me abraçava pra me agasalhar
Gaita do Belizário de Tchê Barbaridade

Com uma trajetória de sucesso Tchê Barbaridade em seu LP Gaita do Belizário, lançado em 1995, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Tchê Barbaridade.

Parceiros