Letra da música
Assim Tranqueia a Vida
Jader Leal

CD Depois dos Mates (2011)


Esta música está disponível para ouvir

Foi olhando corda crua que entendi a função.
De que vale a presilha se não tiver o botão?
De que vale o amor, se não vier do coração?

Por ser um homem dos bastos trago a querência comigo.
De nada vale o loro se não tiver o estribo.
De nada vale um abraço se não vier de um amigo.

Assim tranqueia a vida, e deste jeito me agrada.
Por isto acolhero o sonho ao mesmo sonho da amada.
De renascer esperança num rancho de alma barreada.

Pela destreza da mão sai um trançado de estouro.
De nada vale o guasqueiro se não tiver um bom couro.
De nada vale um preparo sem os encontros do mouro.

O tempo mostra aos poucos que todo mundo é igual.
De que vale o cabresto, se não tiver o buçal?
De que vale o bem, se for menor do que o mal?


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PRESILHA: Botão da mesma guasca, que serve para fixação.

QUERÊNCIA: Lugar onde se gosta de viver; se quer viver; lugar do bem-querer.

RANCHO: Primeira habitação erguida no Continente de São Pedro, edificada com material que abundava no local (leiva, torrão, pedra ou pau-a-pique e barreado), coberto com quincha.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Foi olhando corda crua que entendi a função. De que vale a presilha se não tiver o botão? De que vale o amor, se não vier do coração?
Depois dos Mates de Jader Leal

Com uma trajetória de sucesso Jader Leal em seu CD Depois dos Mates, lançado em 2011, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Jader Leal.

Parceiros