Letra da música
Que Saudade Que Dá
Jader Leal

CD Depois dos Mates (2011)


Esta música está disponível para ouvir

Jader Leal, Mateus Mampert

Ah, que saudade que dá,
De lá da fronteira, que saudade que dá
Livramento e Rivera, fronteira da paz,
Que saudade que dá!

Ah, que saudade que dá,
De uma potra matreira, esperando cerrar
A armada do laço, pra ver o manotaço,
De trás das orelhas.

Ah, que saudade que dá,
De uma tosa de ovelha, uma penca parelha
Me oitavar num galpão, remendando um redião
Deixar que o dia se estenda...

Ah, que saudade que dá,
Da prosa galponeira, um radinho na AM tocando vaneira,
De um mate cevado à moda lá da fronteira.

Ah, que saudade que dá,
De lá da fronteira, que saudade que dá
Livramento e Rivera, fronteira da paz,
Que saudade que dá!

Ah, que saudade que dá,
De um rodeio parado, ovelheiro do lado,
Pra saltar botando
Quando um sapucay passar o recado.

Ah, que saudade que dá,
Do gado retovando, um aparte de campo
E a minha zaina alçada, escarceando na aguada,
Voltar “prás casa” ao tranco.

Ah, que saudade que dá,
Do cheiro da minha terra, um murmúrio de mato
Quando um touro berra
Das coisas do pago... Lá do Passo das Pedras!!!!


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PENCA: Carreira com mais de dois parilheiros.

MATE: Só é mate se tiver algum jujo (chá) junto com a erva.

RODEIO: Reunião para cuido, que se faz do gado.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Jader Leal, Mateus Mampert Ah, que saudade que dá, De lá da fronteira, que saudade que dá
Depois dos Mates de Jader Leal

Com uma trajetória de sucesso Jader Leal em seu CD Depois dos Mates, lançado em 2011, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Jader Leal.

Parceiros