Letra da música
Apelo aos Irmãos de Roça
Os 3 Xirus

CD Negaciando a Bendita (2004)


Bruno Neher / Jorge Fagundes

Com estes versos eu faço um apelo
Aos meus irmãos lá do interior
Levando a vida que eu já levei
Ganhando o sustento com o seu suor
Não tenham ilusão que um dia eu tive
De vir pra cidade e mudar de vida
Deixei a roça cheio de esperança
Hoje magoado vivo de lembrança
E muita saudade da terra querida.

Fique na roça, fique no campo
Fique no canto onde criaste raiz
Fique na roça, fique no campo
E descubra o quanto tu és feliz.

Chegue na capital, cai na realidade
Vi que não era como imaginei
Ao ver amigos que vieram antes
Fiquei chocado a que até chorei.
Muitos não tinham nem onde morar
Puxando carroça e juntando lixo
Morando em casebre de um compartimento
Mulher e filhos vivendo ao relento
Levando a vida pior que bicho

Quem tem emprego aqui na cidade
Mesmo assim vive na pobreza
O aluguel lhe roendo a perna
De vez enquanto falta pão na mesa.
Eu vi campeiros e colonos fortes
Aqui chegarem como gente guapa
Hoje não tem enxada, nem arreio
Tão dependendo de favor alheio
Sem querer um real na guaiaca.

Eu daria tudo para ter de novo
A felicidade que tinha e não via
Enfeitiçado por um sonho louco
Vim pra cidade, entrei nesse fria.
O que eu peço aos meus irmãos da roça
É que não saiam de ode estão morando
E quem tiver um pedacinho de chão
Se agarre a ele com as duas mãos
Para não passar o que eu estou passando.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Bruno Neher / Jorge Fagundes Com estes versos eu faço um apelo Aos meus irmãos lá do interior
Negaciando a Bendita de Os 3 Xirus

Com uma trajetória de sucesso Os 3 Xirus em seu CD Negaciando a Bendita, lançado em 2004, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os 3 Xirus.

Parceiros