Letra da música
Homem do Campo
Flávio Mattes

CD Corpo e Alma (1990)


Flavio Mattes / Deva


Alô amigos, que me ouvem neste instante
Estou voltando de uma longa viagem –
Trago comigo, o violão, meu companheiro
Fiel parceiro das noites enluaradas.
Passo a noite cantando nossas canções
Lembrando sempre aterra que amo tanto
Com muito orgulho somente aquilo que é nosso
Sai da garganta desse homem lá do campo.

Com fé em deus viajo em todo Brasil
Por onde eu passo eu deixo muita saudade
Por que meu lema é cantar versos pro povo
E através dele fazer somente amizade.
Minha cantiga é singela e sem mistura
É muito pura sem modernismo e sem bossa
A minha voz todos os dias bem cedinho
Vai despertar os nossos irmãos da roça.

Tem muita gente que não sabe minha história
E que um dia vim lá do interior –
A minha infância foi trabalhando na roça
Pois eu sou filho de um humilde lavrador.
Não tenho culpa se o progresso mudou tudo
E hoje eu vivo em um mundo diferente –
O importante é que jamais esquecerei
Do nosso povo, nossa raça, nossa gente!

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Flavio Mattes / Deva Alô amigos, que me ouvem neste instante
Corpo e Alma de Flávio Mattes

Com uma trajetória de sucesso Flávio Mattes em seu CD Corpo e Alma, lançado em 1990, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Flávio Mattes.

Rádio On-line

Parceiros