Letra da música
De Outro Carreteiro
Jader Duarte

CD Escritos do Tempo (2018)


Quem passava não viu nada.
Outra cena, tão comum...
Um homem e sua carreta
Numa estranha silhueta
Como fosse apenas um...

Mais alguém fez que não viu!
Desviou o olhar pra o chão.
E o buena tarde trigueiro
Dos sonhos do carreteiro
Não passou de outra ilusão!

Adiante alguém falou
Do que viu pela querência:
Que ao lado do carreteiro
Ia com ele um parceiro
Levando sua descendência...

Disseram que “é da vida!”
Uns que falaram primeiro.
...A carreta foi se embora
Riscando a estrada afora
E a alma do carreteiro...

Vai no peso da carreta,
Do Rio Grande, outra história:
Sem a invenção de heróis
Cavalgando ao por de sóis
Em um passado de glória!

Vai no tranco da carreta
O que ficou pra depois...
Homens do lixo vivendo
Vai a carreta rangendo
Com gente na lida dos bois!

Letra: Ezequiel da Rosa
Música: Jader Duarte
Violões e contrabaixo: Maurício Lopes
Acordeon: Jackson Fabrício

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Quem passava não viu nada. Outra cena, tão comum... Um homem e sua carreta Numa estranha silhueta
Escritos do Tempo de Jader Duarte

Com uma trajetória de sucesso Jader Duarte em seu CD Escritos do Tempo, lançado em 2018, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Jader Duarte.

Parceiros