Letra da música
Festa Linda
Grupo Candieiro

CD Estirpe Gaúcha (0)


Tô no lombo de um veiaco
Chego até perder os caco não me entrego pro ventena
Se o bicho baixar o toso
Pra mim nada é perigoso, até abano prás morenas

Dou-lhe mango chego espora
Faço o maula ver na hora quem de nós aqui é o bom
Fica mansinho que é um cordeiro
Pra levar pros entrevero para a filha do patrão

(que festa linda que festa buena
É um rodeio agarrado nas morenas)

Uma camisa toda suja de batom
Um par de esporas porque eu vou montar sem freio
Uma morena agarrada no tordilho
É o meu estilo quando chego num rodeio

Vou picando a mula vou dançando chula
Tu vai ver que a louca pula em mim
Vou dizer à prenda que dou uma fazenda
Quero ver você sorrir no meu jardim

Eu me boleio, hoje eu sapateio
Pois esse rodeio tá lindo de ver
Canha no gargalo, mulher e cavalo
Cordeona chorando, até o amanhecer


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

CHIMANGO: Ave rapinídea; alcunha dada em 1915, aos Borgistas (usuários do lenço branco com nó comum).

MAULA: Vivente que não devemos recomendar.

ENTREVERO: Mistura e confusão de pessoas, animais ou coisas.

RODEIO: Reunião para cuido, que se faz do gado.

PRENDA: Jóia, relíquia, presente (dádiva) de valor; em sentido figurado, é a moça gaúcha porque ela é jóia do gaúcho.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) tô no lombo de um veiaco chego até perder os caco não me entrego pro ventena se o bicho baixar o toso pra mim nada é perigoso, até abano prás morenas
Estirpe Gaúcha de Grupo Candieiro

Divulgando seu trabalho, Grupo Candieiro no CD Estirpe Gaúcha, traz ao público que prestigia música gaúcha, que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul, grandes sucessos da música gaúcha. Veja a discografia de Grupo Candieiro.

Parceiros