Letra da música
Alma e Fronteira
Grupo Coração Fandangueiro

CD Chacoalho de Vanera (2017)


Quando uma cordeona se espicha entonada Minh ‘alma se apossa nas mãos dos gaiteiros,
Pra cantar saudades da china bugrada que bailou comigo num baile costeiro.
E quando me agrado por um sapucai eu sinto Minh ‘alma na sola do pé

(2X)
Rondando as barrancas do riu Uruguai pra bailar no eco de algum chamame.

A historia gaúcha é um chamamento pra que eu cante o pago pela vida inteira

(2X)
E de peito aberto então me apresento o cantar pro mundo de alma e fronteira

Minh ‘alma carrega um extinto matreiro e um ritual nativo de um taura mateando,
Que vem no Remanso que faz o balseiro guapeando a tormenta com seu contrabando
Por isso meu canto tem alma e fronteira com a singeleza da flor do agua pé.

(2X)
Que sai da garganta com rima campeira se escuta o floreio de algum chamame

A historia gaúcha é um chamamento pra que eu cante o pago pela vida inteira

(2X)
E de peito aberto então me apresento o cantar pro mundo de alma e fronteira

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Quando uma cordeona se espicha entonada Minh ‘alma se apossa nas mãos dos gaiteiros, Pra cantar saudades da china bugrada que bailou comigo num baile costeiro. E quando me agrado por um sapucai eu sinto Minh ‘alma na sola do pé
Chacoalho de Vanera de Grupo Coração Fandangueiro

Com uma trajetória de sucesso Grupo Coração Fandangueiro em seu CD Chacoalho de Vanera, lançado em 2017, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Grupo Coração Fandangueiro.

Parceiros