Letra da música
Pano Pra Manga
João Chagas Leite

CD Amigo do Peito (1998)


Uma saudade me disse
Que a vida nada triste costeando o uruguai
Que vai domando cavalos
Levando algum pealo de tanto que dói.
Que anda sofrida de changa
Penando na canga da lida rural
Pagando o pato
No gasto, no rastro deste descaso social.

Eu vou rever uns amigos
Parceiros antigos que tenho por lá
Quem sabe uma milonga
Da pano pra manga pra gente cantar.

E que no povo de novo
Parece que os corvos andam rondando por lá
E já não há horizonte
No campo, na ponte pra ”bóia” dos piás.
Que a crise anda bandida
Judiado da lida sofrida de peão
Pois ombrear bolsa na granja
Que um dia deu canja não dá mais o pão.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PEALO: Ato de arremessar o laço (ou sovéu) e por meio dele prender as patas do animal que está correndo e derrubá-lo. Existem muitos tipos de PEALO, entre os quais:

CHANGA: Pequeno trabalho.

CANGA: Jugo de madeira que serve para cangar bestas (bois).

POVO: Vila, distrito.

PEÃO: Operário de estabelecimento rural ou associado de entidade tradicionalista.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Uma saudade me disse que a vida nada triste costeando o uruguai que vai domando cavalos levando algum pealo de tanto que dói.
Amigo do Peito de João Chagas Leite

Com uma trajetória de sucesso João Chagas Leite em seu CD Amigo do Peito, lançado em 1998, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de João Chagas Leite.

Parceiros