Letra da música
Canção Para Ninar o Sonho de Um Guri Pescador
Valdomiro Maicá

CD O Melhor de Valdomiro Maicá (2016)


(letra: João Sampaio/Diego Müller | música: Valdomiro Maicá/Atahualpa Ottonelli Maicá)

Dorme, meu guri costeiro
Dorme e sonha, meu amor
O rio corre mas espera
O teu anzol de pescador

A tarde se estende calma
Como um trinar de sorçal
Vai nela um homem e um barco
Por entre o camalotal
Um piá vai aprendendo
Magias de água e areia
Atirando iscas no rio
Ouvindo coplas alheias

No rancho ficou sua mãe
Tricotando a solidão
Tecendo com um fio de voz
A teia desta canção

Dorme, meu guri costeiro...

Todo dia o guri sonha
Entre águas e espinhel
Brincando na correnteza
Com um caíque de papel
A noite emponcha tristezas
A lua surge bem lá
Se espelhando nos remansos
Das águas do paraná

A mãe canta bem baixinho
Numa voz que tudo atrai
E ele se enxerga no sonho
Pescador igual o pai

Dorme, meu guri costeiro...

Dorme, meu guri costeiro
Dorme e sonha, meu amor
Quando acordar será igual
O teu pai, um pescador


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

GURI: menino, garoto (Se usa em outras partes do Brasil)

PIÁ: Guri.

RANCHO: Primeira habitação erguida no Continente de São Pedro, edificada com material que abundava no local (leiva, torrão, pedra ou pau-a-pique e barreado), coberto com quincha.

GURI: menino, garoto (Se usa em outras partes do Brasil)

GURI: menino, garoto (Se usa em outras partes do Brasil)

GURI: menino, garoto (Se usa em outras partes do Brasil)

GURI: menino, garoto (Se usa em outras partes do Brasil)

Compartilhe

(letra e música para ouvir) (letra: joão sampaio/diego müller | música: valdomiro maicá/atahualpa ottonelli maicá) dorme, meu guri costeiro dorme e sonha, meu amor

Parceiros