Letra da música
Balseiros do Rio Uruguai
Valdomiro Maicá

CD O Melhor de Valdomiro Maicá (2016)


Amanhã eu vou m'embora
Pros rumo de uruguaiana
Vou levando na minha balsa
Cedro, angico e canjerana.

Quando chegar em são borja,
Dou um pulo a santo tomé
Só pra ver as correntinas
E bailar um chamamé.

Oba, viva veio a enchente
O uruguai transbordou
Vai dar serviço prá gente.
Vou soltar minha balsa no rio,
Vou rever maravilhas
Que ninguém descobriu.

Se chegar ao salto grande
Me despeço deste mundo,
Rezo a deus e a são miguel e
Solto a balsa lá no fundo.
Quem se escapa deste golpe,
Chega salvo na argentina.
Só duvido que se escape do
Olhar das correntinas.

Oba, viva veio a enchente
O uruguai transbordou
Vai dar serviço prá gente.
Vou soltar minha balsa no rio,
Vou rever maravilhas
Que ninguém descobriu.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) amanhã eu vou membora pros rumo de uruguaiana vou levando na minha balsa cedro, angico e canjerana.

Parceiros