Letra da música
Baile Campeiro
Zezinho e Floreio

CD Do Jeito Que Eu Gosto (2015)


Esta música está disponível para ouvir

Num domingo de baile campeiro
Como aqueles que outrora se vai
A peonada apronta os aprontes
Mas apontam as barras do dia.

Pingos Buenos de cascos grozeados
Aperagem trançada a capricho
Pilchas novas e botas lustradas
Rumo ao baile a buscar um cambicho.

Corredores se fazem artérias
Convergindo pra mesma emoção
Um surungo campeiro e serrano
Num domingo qualquer do rincão.

Mal o sol sangra e a tarde se esconde
Pra o infinito acender seus lampiões
Se entreveram bailando os gaúchos
Numa mescla de três gerações.

E a cordeona que geme num canto
Num estilo de fazer escola
Vai soltando bugios galponeiros
Pelas mãos de um gaiteiro pachola


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

SURUNGO: Baile de baixa categoria.

CAMPEIRO: Vivente que monta bem e é hábil no serviço de campo.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Num domingo de baile campeiro Como aqueles que outrora se vai A peonada apronta os aprontes Mas apontam as barras do dia.
Do Jeito Que Eu Gosto de Zezinho e Floreio

Com uma trajetória de sucesso Zezinho e Floreio em seu CD Do Jeito Que Eu Gosto, lançado em 2015, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Zezinho e Floreio.

Parceiros