Letra da música
Apêlo
Flávio Mattes

LP Apêlo (1982)


Flavio Mattes / Velho Milongueiro
Canção Rancheira

Eu volto a pedir encarecidamente
Que apareça logo apaí por favor
Por que não aguento mais a sua ausência
E a grande falta que faz o senhor
Sei que está vivo, só não sei a onde
Se não hoje mesmo ia lhe procurar
Dizendo apaí tô aqui, sou teu filho
Pedaço de ti e da tua Guiomar.

Vou dar mais uma pista para que me encontre
Tenho exatamente a idade de cristo
Custe o que custar quero te conhecer
E desse intento eu jamais eu desisto
O senhor deve ter outra esposa e um filho
Que também não sabe que tem um irmão
Sozinho no mundo sem ter seu carinho
E também precisa da sua benção.


Depois que cantei filho de mãe solteira
Milhares de cartas tenho recebido
Pessoas que escrevem nas cartas dizendo
Eu sou teu paizinho filhinho querido.
São gente que vivem cheias de remorso
Que querem cobrir o erro com dinheiro
Eu quero meu pai pobrezinho, sem nada
Mas que seja mesmo o meu pai verdadeiro.

Atenda o apelo paia venha logo
Já disse e repito que sou teu amigo
Se há uma coisa que eu mais desejo
É te conhecer e estar junto contigo
E num longo abraço poder te beijar
E cariciar teu cabelo branquinho
Gritar para o mundo que sou tão feliz
E que finalmente encontrei meu paizinho

Milhares de fãs estão nesse momento
Pedindo a Deus pra que isso aconteça
E eu aqui cantando te peço meu velho
Tenha pena de mim por favor apareça

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Flavio Mattes / Velho Milongueiro Canção Rancheira Eu volto a pedir encarecidamente
Apêlo de Flávio Mattes

Com uma trajetória de sucesso Flávio Mattes em seu LP Apêlo, lançado em 1982, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Flávio Mattes.

Parceiros