Letra da música
A Cacimba da Vizinha
Moraezinho

CD Cuiudo Ponto Com (2003)


Lá no bairro onde eu moro falta água
Todos os dias é aquela ladainha
A mulher velha a muito tempo foi embora
Fugiu de casa e levou tudo que eu tinha.

Só me deixou uma chaleira enferrujada
Um colchão velho e louça suja na cozinha
Se falta água eu porem não me atrapalho
Eu quebro meu galho na cacimba da vizinha.
A cacimba da vizinha esta secando
Já me pediu pra mim limpar a cacimba dela
Não me recuso de fazer serviço
Há muito tempo eu já venho usando ela.

Minha vizinha já tem mais de trinta anos
É uma morena sedutora e muito bela
Dos olhos verdes e sorriso feiticeiro
Já foi modelo desfilou na passarela
Comprou um sitio, fez um poço e já disseram
Que a cacimba sendo fundo a água gela
Diz que a cacimba da vizinha não tem fundo
E todo mundo quer provar a água dela.

Depois de limpa a cacimba da vizinha
Fornece água pra toda vizinhança
Tirei i limo da borda da cacimba
Trabalho duro no fim do dia me cansa
O que eu prefiro é sombra e água fresca
Sempre gostei de levar a vida mansa
Limpei a beirada da cacimba num segundo
Não limpo o fundo porque a corda não alcança.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

CACIMBA: Fonte de água potável já devidamente preparada com tampa.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Lá no bairro onde eu moro falta água Todos os dias é aquela ladainha A mulher velha a muito tempo foi embora Fugiu de casa e levou tudo que eu tinha.
Cuiudo Ponto Com de Moraezinho

Com uma trajetória de sucesso Moraezinho em seu CD Cuiudo Ponto Com, lançado em 2003, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Moraezinho.

Parceiros