Letra da música
Alma de Jagunço
Fogo de Chão

LP Os Grandes Sucessos (1989)


Companheiros vou contar a história
Que aconteceu em tempos passados
Este fato já faz muitos anos
Mas curitibanos ainda está lembrado

Os jagunços com os farrapos
Na guerra do protestado
Na luta pra sobreviver
Muitos sem querer foram derrotados

Meu avô e meu pai me contavam
Que ouviam o estouro do velho canhão
A fumaça e o cheiro de pólvora
Sobre as coxilhas do nosso rincão

Só se via jagunços e soldados
Por todos os lado rolando no chão
Até hoje existe o lugar
Onde ficou o sangue de nossos irmãos

Ainda vive no meio de nós
Muita gente inclusive que tinha assistido
Foram homens, mulheres e crianças
Que nas pirambeiras ficaram escondidos

Muitos deles não sabem contar
O tanto de gente que tinha morrido
Só encontraram revólver e facão
E casca de bala no campo perdido

O vermelho do sangue dos mortos
Está espalhado para a eternidade
E pra sempre estará na memória
Do povo e da história da nossa cidade

O nativo foi atacado
Mas não assustado com o sururu
A batalha cruel foi travada
Na cidade santa do Taquaruçu


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

FARRAPOS: Alcunha pejorativa dada pelos imperialistas, aos rebeldes e revolucionários de 1835 / 45.

ESTOURO: Dispersão de tropa em todas as direções.

RINCÃO: Lugar isolado em fundo de campo.

POVO: Vila, distrito.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Companheiros vou contar a história Que aconteceu em tempos passados Este fato já faz muitos anos Mas curitibanos ainda está lembrado
Os Grandes Sucessos de Fogo de Chão

Com uma trajetória de sucesso Fogo de Chão em seu LP Os Grandes Sucessos, lançado em 1989, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Fogo de Chão.

Parceiros