Letra da música
A Dança do Véio
Xiru Missioneiro

CD Arrebentando os Mondongo (1999)


De-le que te de-le, mexe que remexe na tampa da botija
Oiga-lê porcaria bole que rebole no jogo do fole
Que essa dança da bundinha mata o véio de alegria

O véio se engambelado cerra os dente e morde a língua
Dá de mão na vassoura mete chinho no garpão
Oiando as muié pelada mas que tipa as desgraçada
O véio sente tesão e quer come a televisão

Zoiga-lê te porquera mete fogo na fogueira
Que esta prenda dançadeira rebola e bate o pé
Chacoaiando as cadeira vai pra lá e vem pra cá
Até parece sarava incorporado num axé

Na muié pelada deixa um guasca engambelado
Cós corno aparentado enxergando aquilo tudo
Pra ficar garrudo e o véio ficar um estouro
Agarra um bago de touro e come com cordel e tudo


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PRENDA: Jóia, relíquia, presente (dádiva) de valor; em sentido figurado, é a moça gaúcha porque ela é jóia do gaúcho.

GUASCA: Tira de couro cru; também designa pênis de gaúcho, ou gaúcho rude e rústico.

CORNO: Tem dois sentidos: pode ser marido de mulher que prevarica e também pode ser chifre ou aspa de besta.

ESTOURO: Dispersão de tropa em todas as direções.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) De-le que te de-le, mexe que remexe na tampa da botija Oiga-lê porcaria bole que rebole no jogo do fole Que essa dança da bundinha mata o véio de alegria
Arrebentando os Mondongo de Xiru Missioneiro

Com uma trajetória de sucesso Xiru Missioneiro em seu CD Arrebentando os Mondongo, lançado em 1999, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Xiru Missioneiro.

Parceiros