Letra da música
Ala Pucha
Os Farrapos

LP Pampa na Garupa (1982)


Ala pucha tchê
Não se assustemo
Que no perigo
A bala vem
Nos se abaixemo

Se a bala vem por baixo
Eu salto por cima
Se a bala vem por cima
Me atiro por baixo
Se a bala vem no meio
Respingo pra qualquer lado
E saio dando pulo
Mais do que tatu faqueado

Se me apontar o revólver
Esse gaudério nem liga
Mas se puxar uma faca
Me dá um frio na barriga
Procuro me defender
Quando a coisa fica feia
Não corro sem ver do que
Não tá morto quem peleia

Tratar bem não é ter medo
Dizia o velho ditado
Eu não nasci de susto
Portanto não sou assustado
Não entro numa briga
Querendo me divertir
Dou um boi pra não entrar
E uma tropa pra não sair

Respeito todo mundo
Gosto de ser respeitado
Me orgulho das amizades
Por onde tenho passado
Faço amor, não faço guerra
Porque sou homem de bem
Tenho amor por essa terra
E o povo que quero bem


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

GAUDÉRIO: Vivente aventureiro que chegou na Pampa, vindo do Brasil-central; não tinha profissão definida, nem morada certa e não se amarrava ao coração de uma só mulher

TROPA: Coletivo de militares e de bovinos.

POVO: Vila, distrito.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Ala pucha tchê não se assustemo que no perigo a bala vem
Pampa na Garupa de Os Farrapos

Com uma trajetória de sucesso Os Farrapos em seu LP Pampa na Garupa, lançado em 1982, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Farrapos.

Parceiros