Letra da música
A Dança dos Compadres
Iedo Silva

CD 35 Anos de Carreira - Ao Vivo (2013)


Esta música está disponível para ouvir

A senhora dança comadre maria
Dancemo compadre josé
A senhora dança comadre maria
Dancemo compadre josé
Só vamos bem devagarinho
Que eu tenho um espinho
No dedo do pé
Só vamos bem devagarinho
Que eu tenho um espinho
No dedo do pé
Ai ai ai, meu dedinho do pé

A comadre maria dançava
Com o compadre josé no salão
Era xote, vaneira e rancheira
Era tango, bugio e vaneirão
E de tanto o compadre pular
Sua bota pegou no garrão
E o compadre apertava a comadre
E a comadre empurrava com as mãos
A comadre perguntou pro compadre
O que que achou do bailão
E a comadre dançava rengueando
E no dedo o espinho doía
E o compadre velho dele folia
Pra ela dizia tá louco de bão
Ai ai ai meu garrão
Mas tá louco de bão
Ai ai ai meu garrão
Mas tá louco de bão

A comadre maria era viúva
Seu marido morreu no momento
Vim trazer a filha no baile
Pra ver se arranja casamento
Respeite meu vestido preto
Cada bugio é um lamento
Faz um mês que perdi meu marido
E dormir sozinha não aguento
Compadre, eu não vou mais dançar
Pois no dedo me dói o espinho
Só se o senhor dançar bem devagarinho
Porque eu estou de sentimento
Ai, ai, ai do falecido joão bento


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

BOTA: Calçado com cano (curto, médio ou longo), feito de couro.

BUGIO: Guariba, primata sul-americano.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) A senhora dança comadre maria Dancemo compadre josé A senhora dança comadre maria Dancemo compadre josé
35 Anos de Carreira - Ao Vivo de Iedo Silva

Com uma trajetória de sucesso Iedo Silva em seu CD 35 Anos de Carreira - Ao Vivo, lançado em 2013, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Iedo Silva.

Parceiros