Letra da música
Serrano Cantor
Os Serranos

LP Bandeira dos Fortes (1988)


Esta música está disponível para ouvir

Nasci com o dom de tocar e cantar as belezas do pago que o Rio Grande tem

Não sou dos melhores e não sou dos piores, com a gaita na mão eu me defendo bem

Nas minhas andanças, da serra fronteira, floreio a rancheira, o chote e o vaneirão

O canto que toco e o toque que canto é a alma serrana com cheiro de chão

Sonhei ser gaiteiro do pago altaneiro, até que um dia, um disco gravei

Deixei a minha terra de cima da serra e na capital o ideal encontrei

Sou sempre o que eu era e sou o que sou, quem me incentivou, um amigo aqui tem

Eu quero abraçar os colegas que tenho, do nada que eu venho eles vieram também

Eu peço à minha prenda, pra que me compreenda, o tempo escasso que tenho a dispor

Por viver na estrada tocando e cantando agradeço a Deus por esse louvor

E hoje em dia é uma alegria, tocar o que sei, sem receio ou temor

E com igualdade, fazendo amizade, eu sou na verdade o serrano cantor

Não tenho inimigos e os meus amigos comigo partilham o sucesso que faço

Na força do braço enfrento as noitadas e nas madrugadas suporto o cansaço

E sempre sorrindo, entendo que é lindo, tocar para o povo e com ele cantar

Em qualquer lugar de noite ou de dia, quem me prestigia, alegria vou dar


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PAGO: Lugar em que se nasce, de origem

POVO: Vila, distrito.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Nasci com o dom de tocar e cantar as belezas do pago que o Rio Grande tem Não sou dos melhores e não sou dos piores, com a gaita na mão eu me defendo bem
Bandeira dos Fortes de Os Serranos

Com uma trajetória de sucesso Os Serranos em seu LP Bandeira dos Fortes, lançado em 1988, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Serranos.

Parceiros