Letra da música
Abraçando o Rio Grande
Baitaca

CD Campeiro Não Tem Enfeite (2013)


Esta música está disponível para ouvir

Venho chegando meu pago
Sou mais ou menos assim
Quero saudar este povo
Que eu considero um jardim

Trago o perfume do campo
Onde verdeja o capim
Cantando abraço o Rio Grande
E a gaita fala por mim

Eu nasci nesta querência
Conheço o tranco da esgrima
No lombo dos versos xucros
Eu campereio essa rimas

Quando escancaro a minha goela
O tempo muda de clima
Me transformo em nuvem branca
Te admirando de cima

É pena que a nossa vida
Se apaga assim num momento
Quando lembrarem de mim
Vão me enxergar no relento

Em forma de um redemoinho
Sobre a garupa do vento
Estarei na tua lembrança
E também no pensamento

O teclado da cordeona
Eu comparo com o rebanho
Batendo casco na estrada
Cruzando torrão estranho

Tendo amizade e saúde
Pra mim tá de bom tamanho
E as palmas da minha plateia
É o maior cachê que eu ganho

Quando eu cambiar de querência
Faço esse desafio
Eu peço pra ser plantado
Bem na barranca de um rio

Vocês vão sentir saudade
Deste taura que partiu
Minha alma eu deixo dançando
Nos bailes de rancheriu


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

TRANCO: Andadura lenta dos eguariços.

GARUPA: Anca.

TAURA: Vivente que se pode recomendar.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Venho chegando meu pago Sou mais ou menos assim Quero saudar este povo Que eu considero um jardim
Campeiro Não Tem Enfeite de Baitaca

Com uma trajetória de sucesso Baitaca em seu CD Campeiro Não Tem Enfeite, lançado em 2013, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Baitaca.

Parceiros