Letra da música
Bugio de Patrão
Os Filhos do Rio Grande

CD Balaio de Gato (1995)


A onde tem barulho de gaita de botão
Tem gaita de montão e bugio e fanfarra
Dou uma olhada na porta se me agrada a morena
Eu ajeito a melena e caio na farra.
Tiro o chapéu da testa e jogo o meu pala
Fico meio arredio
Mas se sai um bugio me largo na sala.

O bugio de galpão e bom barbaridade
O bugio de rancho e bugio de verdade
O bugio é dança da prenda e do peão
O bugio de CTG é o bugio de patrão.

O bugio num fandango para mim vale ouro
É a dança do namoro da moça e do rapaz
E pra quem não conhece vou cantar de repente
O bugio minha gente e gostoso demais.
E dança galponeira que faz cosca no pé
Melhor nunca existiu
Que não dança o bugio bom sujeito não é.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) A onde tem barulho de gaita de botão Tem gaita de montão e bugio e fanfarra Dou uma olhada na porta se me agrada a morena Eu ajeito a melena e caio na farra.
Balaio de Gato de Os Filhos do Rio Grande

Com uma trajetória de sucesso Os Filhos do Rio Grande em seu CD Balaio de Gato, lançado em 1995, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Filhos do Rio Grande.

Parceiros