Letra da música
Baile Da Mariquinha / Panela Velha
Os Serranos

CD Os Serranos, Ao Vivo na Expointer (2007)


Esta música está disponível para ouvir

As vezes tô me lembrando do baile da Mariquinha
Do xote velho largado e da rancheira que vinha
Do café de chaleira que a comadre me servia
Farofa e feijão e mexido num a quarta de farinha

A melhor coisa do mundo era o baile da Mariquinha
Chegava os fins de semana sábado de manhãzinha
Dava aquele reboliço tchê mexerico de vizinha
As velhas batiam guizo as moças lá na cozinha

Vai bota o vestido novo Juracema presente da tua madrinha
Todo mundo se aprumava pro baile da Mariquinha
Os convidados do baile do baile da Mariquinha
Uns a pé e de a cavalo e outros de carreta vinham

E começavam a dançar gente grande pequenina
Ferravam na meia canha com trovas e ladainhas
A melhor coisa do mundo era o baile da Mariquinha
A segurança do baile era de primeira linha

Tinha o zapa no comando e lá na copa o bijuquinha
E se estourasse a peleia o tio zapa que atendia
Tirava a indiada lá pra fora e no tapa resolvia
E a alegria continuava no baile da Mariquinha

//

Tô de namoro com uma moça solteirona
A bonitona que ser aminha patroa
Os meus parentes já estão me criticando
Estão falando que ela é muito coroa
Ela é madura tem mais de trinta anos
Mas para mim o que importa é a pessoa

Não interessa se ela é coroa
Panela velha é que faz comida boa
Menina nova é muito bom mas mete medo
Não tem segredo e vive falando à toa

Eu só confio em mulher com mais trinta
Sendo distinta a gente erra ela perdoa
Para o capricho pode ser de qualquer raça
Ser africana italiana ou alemoa

A nossa vida começa aos quarenta anos
Nasce nos planos pra o futuro da pessoa
Quem casa cedo logo fica separado
Porque a vida de casado logo enjoa

Dona de casa tem que ser mulher madura
Porque ao contrário os problemas se amontoa
Vou me casar pra ganhar o seu carinho
Viver sozinho as vezes desacorçoa

E um gaúcho sem mulher não vale nada
É que nem peixe viver fora da lagoa
Tô resolvido vou contar aos meus parentes
Aquela gente que vive falando à toa


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

BOTA: Calçado com cano (curto, médio ou longo), feito de couro.

CARRETA: Veículo rústico e primitivo meio de transporte coletivo ou de cargas que chegou aqui no Pago Gaúcho, vindo dos romanos para a península Ibérica, tendo origem na Mesopotâmia.

PELEIA: Contenda, disputa, combate, luta, batalha.

GAÚCHO: Palavra de origem guarany, pois nessa língua não existe vocábulos com o som da letra “L”.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) As vezes tô me lembrando do baile da Mariquinha Do xote velho largado e da rancheira que vinha Do café de chaleira que a comadre me servia Farofa e feijão e mexido num a quarta de farinha
Os Serranos, Ao Vivo na Expointer de Os Serranos

Com uma trajetória de sucesso Os Serranos em seu CD Os Serranos, Ao Vivo na Expointer, lançado em 2007, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Serranos.

Parceiros