Letra da música
Baile do Quero-Quero
Grupo Quero Quero

CD Baile do Quero-Quero (1991)


(Elton Saldanha)

Mas vejam só, que baile, barbaridade
De certa feita aconteceu lá por bagé
Pois meteram toda gente da cidade
Na enormidade d'um galpão de santa-fé
Andava lá o gaúcho da fronteira
Com uma roqueira chacoalhando no embalo
A Berenice sapecava uma vaneira
E o Pedro Ortaça mostrava o timbre de galo
Rio Grande, berro de touro, quatro patas de cavalo...

E não tem lero, que o baile é do quero-quero...

Nico Fagundes só cantava pras gaúchas
E o Borghettinho só proseava por metade
E o Daniel Torres chamou o Biriva de bruxa
E o Tartarotti mandou por na liberdade
Paulo Deniz queria o som do Rio Grande
E o Alex já quis dançar sem camisa
E o Zé Cláudio tropicou num garrafão
Já puxou do seu facão: "no meu pala tu não pisa, tchê!"
Veio o capucho escondido nos cabelos
O Neto e o Bagre com uma gaita e um violão
Elton gadanha descascando um caramelo
Todo babado grudado no bicho bom
Dante Ledesma disse: "todos somos hermanos"
Talo Pereyra disse: "mas que frescura..."
E tinha um vulto que nem entrou no salão
Gritou cheio de razão: -nego bom não se mistura
..."-esse neguinho é gente fina"...
Nego bom não se mistura
Se elas falarem de mim
E não tem lero que o baile é do quero-quero...

Nesse baile tava toda a bicharada
Pato e o marreco quase que afogaram o ganso
E um bugio macho se grudou nas capivaras
E tinha a cara mais feia que o Celso Afonso
O Patinete trouxe a Xuxa e o Mano Lima
O Lutzenberger se deitou na ecologia
Juarez Fonseca disse: "bah! tá tudo em cima
Comigo é quero e mais quero
Eu quero é ver as gurias..."
Caetano Braun fazia versos de ouro
O Telmo Freitas disse: "me dá um gol de vinho"
Louco Monteiro queria achar um tesouro
Tambo do Bando rebolando de brinquinho
Vieram pra cancha os Garotos de Ouro
O Som Campeiro, os Bertussi e os Serranos
Os Nativos, os Mirins e os Quatro-ventos
Inté os bitres num showzão dos Araganos
Lá...lá...lá...lá...lá...lá...lá...

E não tem lero que o baile é do quero-quero...


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

GALPÃO: Tipo de edificação que com o rancho forma um conjunto habitacional no RGS; numa Estância ou numa Fazenda, abriga o alojamento da peonada solteira, os depósitos de rações, almoxarifados, apetrechos, aperos, galpão-do-fogo, etc.

GAÚCHO: Palavra de origem guarany, pois nessa língua não existe vocábulos com o som da letra “L”.

PALA: Poncho leve de seda (para o verão), de algodão (para meia-estação) e de lã tramada ou bixará (para o inverno).

TAVA: O osso do jogo-do-osso.

BUGIO: Guariba, primata sul-americano.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) baile do quero-quero (elton saldanha) mas vejam sÓ, que baile, barbaridade de certa feita aconteceu lÁ por bagÉ
Baile do Quero-Quero de Grupo Quero Quero

Com uma trajetória de sucesso Grupo Quero Quero em seu CD Baile do Quero-Quero, lançado em 1991, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Grupo Quero Quero.

Parceiros