Letra da música
Água de Assento
Grupo Quero Quero

CD Baile do Quero-Quero (1991)


(falado):
"Santo Antônio que me perdoe, mas o chinaredo da campanha
Tem coisa bem melhor pra arrumar casamento.
É uma simpatia! espera que eu já vou contar..."

Certa feita fui num baile pras bandas de Canguçu
E a poeira levantando, me deu sede pra chuchu
Bem no canto do salão, uma china me sorria
Com uma caneca na mão, água me oferecia

Peguei aquela caneca e me encostei na parede
Bebi tudo de um só gole, tava morrendo de sede
De repente eu senti um cheirinho esquisito
E a chinoca olhou pras outras e gritou: "esse tá frito!"

Era água de assento, era água de assento
Era água de assento o que tinha na caneca (refrão)
Mas que gostinho nojento!

Aquela barbaridade me deixou apavorado
Fugi correndo da festa no lombo do meu gateado
Pelo corredor a fora eu só escutava os gritos
Atrás de mim vinha a china berrando: "esse tá frito!"

Se você não acredita, você acha que é besteira
Ouça bem o que eu lhe digo: água boa é da torneira
E pra encurtar a história, hoje sou homem casado
Pois o pingo da chinoca corria mais que o gateado

(refrão)


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

CHINAREDO: bordel; onde fica o chinaredo

CHINA: Mulher mameluca (primeira companheira do gaúcho).

TAVA: O osso do jogo-do-osso.

BARBARIDADE: Barbarismo; interjeição que exprime espanto, admiração.

PINGO: Afetivo de cavalo de estimação.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) (falado): "santo antÔnio que me pedoe, mas o chinaredo da campanha tem coisa bem melhor pra arrumar casamento. É uma simpatia! espera que eu jÁ vou contar..."
Baile do Quero-Quero de Grupo Quero Quero

Com uma trajetória de sucesso Grupo Quero Quero em seu CD Baile do Quero-Quero, lançado em 1991, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Grupo Quero Quero.

Parceiros