Letra da música
Sonho de Barro
Miguel Marques

CD 30 Anos (2012)


Esta música está disponível para ouvir

Lá fora tinha um barreiro,
Que cantava o dia inteiro
Bem no moirão da porteira...
Com o barro no biquinho,
Construiu seu próprio ninho
P`ra morar com a companheira.

Lá da estrada carreteira,
Veio uma pedra certeira
E a casinha foi p`ra o chão...
No galho do marmeleiro
Um casal de jõao-barreiro
Chorou sem consolação.

E aquele sonho de barro
Se esvaiu como um cigarro
Entre a cinza e a fumaça...
Assim o joão arquiteto
Virou um menino sem teto,
Desses que moram na praça.

O barreiro bateu asas,
Revoou por sobre as casas,
Em longas horas de insônia...
Buscou otra trajetória,
Quais as áves migratórias,
Que chegam da patagônia.

Hoje lá na carreteira
Um silêncio na porteira,
Vai sufocando destinos...
E o homem que tudo arrasa
Só tem os restos da casa
Do construtor campesino.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

MOIRÃO: Palanque de cerca; palavra de origem tupy-guarany, que significa: madeira.

PRÓPRIO: Estafeta que leva algo a outrem.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Lá fora tinha um barreiro, que cantava o dia inteiro bem no moirão da porteira... com o barro no biquinho,
30 Anos de Miguel Marques

Com uma trajetória de sucesso Miguel Marques em seu CD 30 Anos, lançado em 2012, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Miguel Marques.

Parceiros