Num Baile Gaúcho


De novoa na ciaram fandango no povo
To indo d enovo pois é divertido
Cordeona cantando, palheta de aço
Gaiteiro e gaitaço fazendo alarido.
Boleio a perna a minha maneira
E uma vanera me chama a bailar
Gaiteiro suando, galpão bem lotado
A china do agrado é sempre meu par.

Num baile gaucho o rio grande aparece
E a gente esquece as peleias da lida
Cordeona, gaiteiro parem um só
Corcoveando sem dó embalando a vida.

Embalo esta noite grudando no peito
Aninhando com jeito a guria faceira
Lá fora o mando parece que pára
Quando encara mais uma vanera.
Minha vida é boa por ser fandangueiro
Pro povo campeiro gaiteiro é tudo
Gosto de farrancho, fandango animado
China do meu lado alegrando meu mundo


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

FANDANGO: Denominação genérica do Baile Gaúcho.

GALPÃO: Tipo de edificação que com o rancho forma um conjunto habitacional no RGS; numa Estância ou numa Fazenda, abriga o alojamento da peonada solteira, os depósitos de rações, almoxarifados, apetrechos, aperos, galpão-do-fogo, etc.

CHINA: Mulher mameluca (primeira companheira do gaúcho).

GURIA: menina, moça (Se usa em outras partes do Brasil)

POVO: Vila, distrito.

CAMPEIRO: Vivente que monta bem e é hábil no serviço de campo.

Compartilhe

Os Tiranos - Num Baile Gaúcho (letra e música para ouvir) de novoa na ciaram fandango no povo to indo d enovo pois é divertido cordeona cantando, palheta de aço gaiteiro e gaitaço fazendo alarido.

Parceiros