Letra da música
Alma De Barro Em Madeira
Xirú Antunes

CD Terra Adentro (2012)


Meu jeito índio de ser,

alma de barro em badeira,

guitarra aflorando secretos,

nos rumos da chacareira.


por entre montes confiado,

nas partituras do vento,

largo meu canto no mais,

pela elegia do tempo.


cada copla se fez flor,

onde mais precisa estar,

aroma dias e noites,

leva o perfume ao lugar.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Meu jeito índio de ser,alma de barro em badeira,guitarra aflorando secretos,nos rumos da chacareira.por entre montes confiado,nas partituras do vento,largo meu canto no mais,pela elegia do tempo.cada copla se fez flor,onde mais precisa estar,aroma dias e noites,leva o perfume ao lugar.
Terra Adentro de Xirú Antunes

Com uma trajetória de sucesso Xirú Antunes em seu CD Terra Adentro, lançado em 2012, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Xirú Antunes.

Parceiros