Letra da música
Canto de Lida e Tempo
Jari Terres

CD No Coração do Meu Pago (0)


Cambona, ronco de mate, gorjeios no pensamento
Assovios, canto de galo, cheiro de campo nos ventos
Do lusco-fusco pra o dia, o laço volta pra os tentos
Do lusco-fusco pra o dia, o laço volta pra os tentos

Relinchos junto ao baldrame, do colorado e o rosilho
Cuidando os gestos do dono, pulindo a tulha do milho
Ritual que começa o dia pelos cavalos que encilho
Ritual que começa o dia pelos cavalos que encilho

Quem não tem mais que os arreios, dois pingos para encilhar
Um poncho e os corredores, lonjuras para estradear
É um galardão ser campeiro, ter um galpão pra voltar
É um galardão ser campeiro, ter um galpão pra voltar

Cachorrada inseparável, de orelhas tesas, alerta
Dialogando num olhar, expressões de estima certa
Pura irmandade campeira que só o galpão acoberta
Pura irmandade campeira que só o galpão acoberta

Recorridas de rodeios, a tarde amansa o vento
Trote suado a contra-rastro, querências no pensamento
Do lusco-fusco pra noite o laço apeia dos tentos
Do lusco-fusco pra noite o laço apeia dos tentos

Quem não tem mais que os arreios, dois pingos para encilhar
Um poncho e os corredores, lonjuras para estradear
É um galardão ser campeiro, ter um galpão pra voltar
É um galardão ser campeiro, ter um galpão pra voltar

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Cambona, ronco de mate, gorjeios no pensamento assovios, canto de galo, cheiro de campo nos ventos do lusco-fusco pra o dia, o laço volta pra os tentos do lusco-fusco pra o dia, o laço volta pra os tentos
No Coração do Meu Pago de Jari Terres

Divulgando seu trabalho, Jari Terres no CD No Coração do Meu Pago, traz ao público que prestigia música gaúcha, que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul, grandes sucessos da música gaúcha. Veja a discografia de Jari Terres.

Parceiros