Letra da música
Aguadas
Júlio Saldanha

CD Cantigas de Amor e Rio (cd duplo) (0)


Esta música está disponível para ouvir

A chuva não chove ao acaso
Derrama sublime suas gotas no chão
E sonhos de vida diva
Floresce vertentes no meu coração

A água que chega na chuva
Adentra na terra e afasta o estio
A água que mata minha sede
Afoga saudade nas curvas do rio

Não sou mais que as águas da chuva
Não sou mais que o rio com seus aguapés
Eu sou todo o amor das correntes
Que vem mansamente beijar os teus pés

Futuro se escreve no agora
E a nuvem que chora me faz renascer
Eu quero futuro sem hora
Sou feito as aguadas tentando viver

(A vida é amor que se lavra
Meus sonhos não são rimas vãs
Pois toda paixão destas águas
Inunda em teu ventre o nosso amanhã)

Compartilhe

(letra e música para ouvir) A chuva não chove ao acaso Derrama sublime suas gotas no chão E sonhos de vida diva Floresce vertentes no meu coração

Parceiros