Letra da música
Ascensão e Queda de um Ginete
Paixão Côrtes

LP Do Folk aos Novos Rumos (1977)


Um tombo
Do lombo
é um rombo
No chão.
Eu caio,
Mas saio
Com a crina na mão.

Eu sou vale, sou montanha,
Sou água de cachoeira.
Sou um salto para o alto
Mergulho na polvadeira.

Na gineteada da vida
A gente cai e levanta.
Há sempre nova partida
Pra quem cai e não se espanta.

Na gineteada do amor
Quem montou sabe a verdade:
No galope da paixão
Vem o tombo da saudade.

A gineteada da morte
é um escarcéu tão violento
Que o ginete sobe ao céu
Se enterrando chão a dentro.

Um tombo
Do lombo
é um rombo
No chão.
Eu caio,
Mas saio
Com a crina na mão.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Um tombo Do lombo é um rombo No chão.
Do Folk aos Novos Rumos de Paixão Côrtes

Com uma trajetória de sucesso Paixão Côrtes em seu LP Do Folk aos Novos Rumos, lançado em 1977, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Paixão Côrtes.

Parceiros