Letra da música
Bela Flor do Meu Rincão
Os Milongueiros

LP Quem é que Mandou Parar (1971)


Leonir

Gauchinha foste embora me deixando tão sozinho
Partiste para tão longe eu fiquei na solidão
Vivo triste amargurado por não ter os teus carinhos
Tão não sabe o quanto e triste judiar do coração

Gauchinha prenda querida vem de volta pra o rincão
Ser a dona da fazenda e também do meu coração.

Não seja assim tão ingrata e regressa para o pago
Vivo triste amargurado e nem sei que fazer
Não cuido as lidas do campo e não tomo mate amargo
Esperando teu regresso, pois tu és meu bem querer.

Quando voltares ao pago eu serei feliz na vida
Novamente irei cantar e tocar meu violão
Por que tenho em meu ranchito a gauchinha querida
Vem dar fim no meu sofrer bela flor do meu rincão


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PRENDA: Jóia, relíquia, presente (dádiva) de valor; em sentido figurado, é a moça gaúcha porque ela é jóia do gaúcho.

FAZENDA: Estabelecimento rural com uma área entre 10 e 50 quadras de sesmaria de campo (ou 871 até 4.356 hectares), dividida em invernadas (cria, bois, vacas de invernar, etc.).

MATE: Só é mate se tiver algum jujo (chá) junto com a erva.

PAGO: Lugar em que se nasce, de origem

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Leonir Gauchinha foste embora me deixando tão sozinho Partiste para tão longe eu fiquei na solidão
Quem é que Mandou Parar de Os Milongueiros

Com uma trajetória de sucesso Os Milongueiros em seu LP Quem é que Mandou Parar, lançado em 1971, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Milongueiros.

Parceiros