Letra da música
A Morte do Rio
Crioulo dos Pampas

CD Botando Pra Quebrar (1997)


Esta música está disponível para ouvir

O peixe desapareceu, a fome ocupou o lugar
O pescador entristeceu por não ter onde pescar
O biguá também partiu para nunca mais voltar
Vendo o peixe sucumbir não há razão pra ficar.

O peixe sumiu, a água turvou
Na barranca deste rio nunca mais ninguém pescou.

As flores dos aguapés tem a cor do desespero
Perderam toda a beleza com a morte do pesqueiro
Depois de ver tudo isso eu também chorei de dor
Acabou-se para sempre meus sonhos de pescador.
O progresso e a ganância arbitraria e atrevida
Agridem a natureza, já não respeitam a vida
Estão destruindo tudo a água, a mata e o ar
Estamos morrendo aos poucos só deus pode nos salvar.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) O peixe desapareceu, a fome ocupou o lugar O pescador entristeceu por não ter onde pescar O biguá também partiu para nunca mais voltar Vendo o peixe sucumbir não há razão pra ficar.
Botando Pra Quebrar de Crioulo dos Pampas

Com uma trajetória de sucesso Crioulo dos Pampas em seu CD Botando Pra Quebrar, lançado em 1997, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Crioulo dos Pampas.

Parceiros