Letra da música
Não Enjeito Proposta
Gildo de Freitas

CD Os Grandes Sucessos de Gildo de Freitas (0)


Eu tenho pena desse coitadinho
Que anda dizendo que é trovador
Vamos nós dois trovar numa praça
Pro povo ver quem tem mais valor
É só você marcar o local
Nós apostamos um bom capital
E o povo todo é nosso julgador

Tu apresenta o teu repentismo
Depois eu entro e apresento o meu
Depois eu canto o que eu escrevi
Tu também canta o que escreveu.
Depois trovemo versos de seis linha
A tuas rima bate contra a minha
E o povo nota quem é que perdeu.

No desafio eu te faço proposta
Arruma um outro que tenha cartaz
Respondo todas perguntas no verso
Que em conjunto tu e ele faz.
Um de nós três vai gozar depois
Se eu perder pra vocês os dois
Eu entrego o cargo e não trovo mais

Certas bobagen que anda dizendo
E pura inveja do Gildo de Freitas
Eu tenho a cara de homem sincero
E uso ela conforme foi feita.
E a tua cara de uma forma elástica
Já fez até uma operação plástica
E nem assim a cara não se ajeita.

Caso de briga eu não respondo mais
E o povo todo sei que não repara
Por que já sabe que és de bate papo
Tu te ouriça e depois dispara.
Já estes dias um gaiteiro teu
Algo com ele aconteceu
E te sentou-lhe um cinzeiro na cara

Nem te alembraste do facão três listras
E nem tão pouco do relho trançado
Tu te lembrou foi de chamar recurso
Já deste prova de homem assustado.
E lhe acertou por tu não ter destreza
Pra que então que arrotas grandeza
E depois fica de couro marcado.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Eu tenho pena desse coitadinho Que anda dizendo que é trovador Vamos nós dois trovar numa praça Pro povo ver quem tem mais valor

Parceiros