Letra da música
Saudade de Alegrete
Gildo de Freitas

CD Os Grandes Sucessos de Gildo de Freitas (0)


Este Alegrete foi a terra que eu nasci
Depois no mundo eu andei, virei eu mexi
Mas sempre peço quando Deus mandar a morte
Também mande uma sorte de eu morrer junto de ti

Meu Alegrete, dos gaúchos campeiros
Dos corações bondosos e bem hospitaleiros

Este Alegrete é lugar de boa fé
Quem sai daqui quer voltar, se Deus quiser
E o gaúcho quando sai desta cidade
Quase morre de saudade eu não sei pelo que é

Meu Alegrete, dos gaúchos campeiros
Dos corações bondosos e bem hospitaleiros

Eu quando estou num lugar muito distante
Que eu deito e durmo e sonho com esta cidade
Eu me acordo já um tanto comovido
Passo o dia aborrecido quase louco de saudade

Meu Alegrete, dos gaúchos campeiros
Dos corações bondosos e bem hospitaleiros

Agora sim eu tô cantando mais contente
Eu me acho aqui no meio desta gente
Agora sim eu tô derrubando a saudade
Da minha velha amizade porque voltei novamente.

Meu Alegrete, dos gaúchos campeiros
Dos corações bondosos e bem hospitaleiros

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Este Alegrete foi a terra que eu nasci Depois no mundo eu andei, virei eu mexi Mas sempre peço quando Deus mandar a morte Também mande uma sorte de eu morrer junto de ti

Parceiros