Letra da música
Algum Carinho nas Mãos
Marcelo Oliveira

CD Campo e Luz (2005)


Já não escuto relinchos
Bem quando desponta a aurora
O sol que acordava os bichos
Luziu mais fraco lá fora
Já não pressinto cambichos
No olhar da prenda mais linda
Já não encontro nos bretes
Porteiras de boas vindas

Mas quando abraço a guitarra
Sinto de longe o tropel
Relinchos dessas potradas,
E o sol radiante no céu
O olhar da "flor" mais querida
Me traz ternura e amor
E ranchos, plenos de vida
Florescem no corredor

Coragem que não é minha,
Mas é de todo lugar
Desperta nas entrelinhas
A luz de um novo cantar
Nas lentes de cada nota
Encontro a revelação,
Algum carinho sem volta
Algum carinho nas mãos!

Talvez não seja a guitarra,
Talvez me falte a visão...
Talvez carregue as potradas
Rinchando no coração
Talvez o olhar dessa prenda
Queira amansar meus estios
Mas não enxerga as auroras
Quem mira o fundo do rio

O sol se mostra distante,
Guitarra o traz pra bem perto
Eu ergo então meu semblante
Pra os rumos do céu aberto
Pressinto a paz num sorriso,
Zombando da solidão,
E o céu dizendo que a vida
É bem maior que a canção!


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

PRENDA: Jóia, relíquia, presente (dádiva) de valor; em sentido figurado, é a moça gaúcha porque ela é jóia do gaúcho.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Já não escuto relinchosbem quando desponta a aurorao sol que acordava os bichosluziu mais fraco lá forajá não pressinto cambichosno olhar da prenda mais lindajá não encontro nos bretesporteiras de boas vindasmas quando abraço a guitarrasinto de longe o tropelrelinchos dessas potradas, e o sol radiante no céuo olhar da "flor" mais queridame traz ternura e amore ranchos, plenos de vidaflorescem no corredorcoragem que não é minha,mas é de todo lugardesperta nas entrelinhasa luz de um novo cantarnas lentes de cada notaencontro a revelação,algum carinho sem voltaalgum carinho nas mãos!talvez não seja a guitarra,talvez me falte a visão...talvez carregue as potradasrinchando no coraçãotalvez o olhar dessa prendaqueira amansar meus estiosmas não enxerga as aurorasquem mira o fundo do rioo sol se mostra distante,guitarra o traz pra bem perto eu ergo então meu semblantepra os rumos do céu abertopressinto a paz num sorriso,zombando da solidão,e o céu dizendo que a vidaÉ bem maior que a canção!
Campo e Luz de Marcelo Oliveira

Com uma trajetória de sucesso Marcelo Oliveira em seu CD Campo e Luz, lançado em 2005, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Marcelo Oliveira.

Parceiros