Letra da música
Alma de Pampa
Os Monarcas

CD Alma de Pampa (2003)


Esta música está disponível para ouvir

Essa gaita vos tocada tiroleia com os arreios
E o vento choraminga no meu peito seus floreios
Vem de longe essa magia que habita as bailantas
Traz a cor da poesia, e sua alma de pampa

Pra falar com minha cordeona não tem noite, não tem dia
Ela guarda em sua caixa sonhos tantos e alegrias
Quando abre o seu fole escancara a emoção
Pra trilhar no mesmo tranco que o bater do coração

Refrão:
Mulheres prendam o cabelo
Os homens tirem o chapéu
Quando eu abro esssa cordeona
O galpão se veste de céu

Como é lindo o namoro da cordeona com o pandeiro
E o violão enciumado jogas as fichas bem faceiro
A platéia se enraíza de um lado ao outro da sala
Num compasso missioneiro da gaita velha baguala

Essa gaita bem gaúcha fuzarqueira dos bolichos
É o Rio Grande cantador nos altares dos bochinchos
As mãos santas de quem toca verbaliza o que é sagrado
E o fandango só termina com o sol comigo abraçado.


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

TOCADA: Corrida (de lebre por cachorro

TRANCO: Andadura lenta dos eguariços.

GALPÃO: Tipo de edificação que com o rancho forma um conjunto habitacional no RGS; numa Estância ou numa Fazenda, abriga o alojamento da peonada solteira, os depósitos de rações, almoxarifados, apetrechos, aperos, galpão-do-fogo, etc.

FANDANGO: Denominação genérica do Baile Gaúcho.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Essa gaita vos tocada tiroleia com os arreios E o vento choraminga no meu peito seus floreios Vem de longe essa magia que habita as bailantas Traz a cor da poesia, e sua alma de pampa
Alma de Pampa de Os Monarcas

Com uma trajetória de sucesso Os Monarcas em seu CD Alma de Pampa, lançado em 2003, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Monarcas.

Parceiros