Letra da música
Alma Apaixonada
Os Monarcas

CD A Marca do Rio Grande (2008)


Esta música está disponível para ouvir

Quando às vezes sinto uma saudade impertinente
Que faz a gente sofrer calado e nem chorar porque ultrapassou
Todos os limites que essa minha alma apaixonada
Numa loucura desenfreada chorei demais e meu pranto secou.

O vento que vai, o vento que vem
Sempre traz lembranças de quem amei
O perfume dela, a saudade dela
Tudo o que vivemos não esquecerei

Coração que bate,
Lábios que murmuram na tarde que cai
Quase posso ver ela junto a mim essa dor não sai. [2x]

Resta cantar esse chamamé para esquecer o cheiro da flor
Que era minha vida e onde está agora o meu grande amor? [2x]

Quando a noite chega, a lua cheia, o céu estrelado
Penso em nós dois, e olho a meu lado:
Há um vazio, o meu bem não está.

Sou barco à deriva, em noite escura um mar agitado
Um cão sem dono, um violão quebrado,
Está faltando alguém para me consolar.

O vento que vai, o vento que vem
Sempre traz lembranças de quem amei
O perfume dela, a saudade dela
Tudo o que vivemos não esquecerei

Coração que bate,
Lábios que murmuram na tarde que cai
Quase posso ver ela junto a mim essa dor não sai. [2x]

Resta cantar esse chamamé para esquecer o cheiro da flor
Que era minha vida e onde está agora o meu grande amor? [2x]

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Quando às vezes sinto uma saudade impertinente Que faz a gente sofrer calado e nem chorar porque ultrapassou Todos os limites que essa minha alma apaixonada Numa loucura desenfreada chorei demais e meu pranto secou.
A Marca do Rio Grande de Os Monarcas

Com uma trajetória de sucesso Os Monarcas em seu CD A Marca do Rio Grande, lançado em 2008, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Os Monarcas.

Parceiros