Letra da música
Bóia de Macho
Crioulo dos Pampas

CD Mateando Saudade (2011)


Esta música está disponível para ouvir

Churrasco é feito dos pampas
No rancho da gauchada
Eu não conheço gaúcho
Que não coma carne assada

Mas fui passear em são paulo
E aproveitando a olada
Já mostrei para os paulistas
Como é que eu como a rabada

Eu como rabo de manhã
De tarde, de madrugada
Rabo é bóia de índio macho
E não é pra cueca floriada
{repete}

O rabo é muito gostoso
É um prato de respeito
Daquele rabo paulista
Ainda sinto o efeito

Descobri que aqui no sul
Tem rabo que tem conceito
Bom mesmo pra mim é rabo
E eu como de qualquer jeito

Eu como rabo de manhã
De tarde, de madrugada
Rabo é bóia de índio macho
E não é pra cueca floriada
{repete}

Rabo magro ou rabo gordo
É uma carninha apreciada
Sendo um rabo de primeira
A delícia é duplicada

O resto vocês já sabem
Uma bebidinha gelada
É só me fazer um convite
E me atraco a comer rabada

Eu como rabo de manhã
De tarde, de madrugada
Rabo é bóia de índio macho
E não é pra cueca floriada
{repete}


Algumas palavras contidas nesta letra estão em nosso dicionário de gauchês

CHURRASCO: Comida preferida do gaúcho.

RANCHO: Primeira habitação erguida no Continente de São Pedro, edificada com material que abundava no local (leiva, torrão, pedra ou pau-a-pique e barreado), coberto com quincha.

Compartilhe

(letra e música para ouvir) Churrasco é feito dos pampas No rancho da gauchada Eu não conheço gaúcho Que não coma carne assada
Mateando Saudade de Crioulo dos Pampas

Com uma trajetória de sucesso Crioulo dos Pampas em seu CD Mateando Saudade, lançado em 2011, reporta ao público músicas que reforçam a grandeza e o orgulho pela tradição de cultuar o que é do Sul. Acompanhe e divulgue a música do RS ao som de Crioulo dos Pampas.

Parceiros